Partilhar

Sintomas de derrame cerebral ou AVC

 
Por Nídia do Carmo, Editora e redatora ONsalus. Atualizado: 30 novembro 2017
Sintomas de derrame cerebral ou AVC

Um derrame cerebral, também conhecido como acidente vascular cerebral ou AVC, está relacionado com a interrupção da circulação do sangue até ao cérebro, impedindo que ele receba os nutrientes necessários. O evento cria um risco de que as células cerebrais morram, produzindo danos permanentes nas pessoas que sofrem o ataque. Em ONsalus.com.br, explicamos quais são os sintomas de derrame cerebral ou AVC.

Também lhe pode interessar: Como evitar AVC

Derrame cerebral: causas

O cérebro está composto por milhões de células nervosas, sendo o centro de todos os nossos sentidos, emoções, pensamentos, entre outros. Estas células necessitam de oxigênio e glucose constantes (transmitida através do sangue). Quando este processo é interrompido, as células começam a morrer e ocorre o derrame cerebral, que pode afetar gravemente outras partes do corpo.

É essencial destacar que existem dois tipos de derrames cerebrais, o isquêmico e o hemorrágico:

  • Isquêmico: se refere a um coágulo que interrompe o fluxo de sangue, quer seja porque a artéria é muito estreita ou porque se soltou de outra parte do corpo e chegou ao cérebro.
  • Hemorrágicos: estão relacionados com a rutura de um vaso sanguíneo do cérebro, fazendo com que derrame. Pode ser provocada por mal-formações ou por um aneurisma.

Também é possível que um derrame cerebral isquêmico se converta em um hemorrágico. Existem alguns fatores de risco que podem produzir um derrame cerebral:

  • Tensão arterial alta
  • Diabetes
  • Pessoas de raça negra
  • Antecedentes familiares
  • Ter colesterol alto
  • Má circulação ou cardiopatias
  • Aterosclerose
  • Sofrer de apneia do sono
  • Ter mais de 55 anos
Sintomas de derrame cerebral ou AVC - Derrame cerebral: causas

Sintomas de derrame cerebral

Os sintomas de um derrame cerebral ou acidente vascular cerebral podem variar, podendo ir de leves a graves e de passageiros a permanentes.

  • Dormência ou debilidade numa das laterais do corpo, quer seja no braço, no rosto ou na perna. O lado afetado é o lado onde o acidente ocorreu.
  • Perda de fala e problemas para entender o que os outros dizem.
  • Tonturas ou vertigens.
  • Diminuição da visão ou cegueira total.
  • Dor de cabeça intensa e repentina.
  • Dificuldade para engolir.

Os ataques isquêmicos transitórios são outro sintoma dos derrames cerebrais, sendo uma espécie de "pequenos ataques" que nos alertam que, em breve, pode ocorrer um AVC. São produzidos por um bloqueio transitório de uma artéria.

Para diagnosticar um derrame cerebral ou AVC, é necessário fazer alguns exames de imagem como uma tomografia ou ressonância magnética, já que nestes exames é possível visualizar o fluxo de sangue até ao cérebro e a sua atividade.

Sintomas de derrame cerebral ou AVC - Sintomas de derrame cerebral

Quando consultar o médico?

Se você apresentou os sintomas descritos anteriormente, é essencial que se dirija a um centro médico assim que possível, já que o tempo será determinante para evitar complicações graves. Preste também muita atenção às seguintes condições:

  • Se um dos lados da cara não tem movimento.
  • Se, ao levantar os dois braços, um deles não responde.
  • Se você tem dificuldade para repetir palavras.
Sintomas de derrame cerebral ou AVC - Quando consultar o médico?

Tratamento para derrame cerebral

A eficácia do tratamento para derrames cerebrais depende do tempo que passa entre o ataque e a aplicação do mesmo. Devem ser realizados entre 3 e 4 horas depois do início dos sintomas.

Os medicamentos que se administram nestes casos são anticoagulantes e fármacos que permitem controlar alguns fatores de risco como a diabetes, a hipertensão arterial e o colesterol. Também pode ser realizado um procedimento cirúrgico conhecido como endarterectomia carótida que elimina a placa que está provocando a interrupção do fluxo sanguíneo. Contudo, é necessário esperar até 6 semanas após o AVC para realizar este procedimento. Também é um procedimento usado para prevenir um AVC caso se tenha estabelecido que o paciente cumpre com certos fatores de risco.

Por outro lado, os derrames cerebrais podem provocar incapacidades mentais ou físicas, pelo que a reabilitação será parte do tratamento para tentar estabelecer as funções perdidas.

Sintomas de derrame cerebral ou AVC - Tratamento para derrame cerebral

Prognóstico

O prognóstico desta doença depende do tipo de derrame cerebral apresentado, das funções que foram afetadas, do dano cerebral e da rapidez com que o tratamento foi aplicado.

Também é importante destacar que tomar medidas para diminuir a pressão arterial e ter uma dieta equilibrada para evitar a obesidade e o colesterol alto são muito importantes para prevenir derrames cerebrais.

Este artigo é meramente informativo, no ONsalus.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos médicos nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Sintomas de derrame cerebral ou AVC, recomendamos que entre na nossa categoria de Cérebro e nervos.

Escrever comentário sobre Sintomas de derrame cerebral ou AVC

O que lhe pareceu o artigo?

Sintomas de derrame cerebral ou AVC
1 de 5
Sintomas de derrame cerebral ou AVC

Voltar ao topo da página