Partilhar

Balanite é transmissível?

 
Por Dr. Francisco Zapata, Médico Puericultor, Pediatra e Redator. 17 março 2020
Balanite é transmissível?

A balanite é a inflamação dos tecidos da glande (cabeça) do pênis. Em homens não circuncidados, este processo pode se espalhar até o prepúcio, originando a postite (inflamação do prepúcio) ou a balanopostite (inflamação da glande e prepúcio).

Quando falamos de inflamação nos referimos à junção de quatro condições: vermelhidão, além de exibir diferentes tonalidades de vermelho, a pele parece inchada e brilhante; calor, a região afetada fica quente; dor, que pode se manifestar em diferentes graus e é a manifestação que realmente faz a pessoa consultar um médico; e limitação funcional, a pessoa que sofre o problema não consegue usar a área afetada.

O acima exposto se aplica a qualquer processo inflamatório e não somente a balanite. Responder a pergunta de se a balanite é contagiosa, ou não, é um pouco complicado e vai além de um simples "Sim" ou "Não", pois são muitas as causas que a originam.

Neste artigo do ONsalus, vamos tentar responder a pergunta "balanite é transmissível?" e explicaremos suas causas e como preveni-la.

Também lhe pode interessar: Balanite: sintomas, tratamento e causas

Balanite: causas

Entre as principais causas da balanite, estão:

Infecção bacteriana

As infeções bacterianas da glande são causadas por bactérias que normalmente vivem na área, em geral, estreptococos.

Em sua maioria, a origem destas é a falta de higiene da área, ou também porque a pessoa se descuida e deixa acumular esmegma, que pode predispor a infecção secundária, ou ainda porque é difícil limpá-la, como no caso de crianças com fimose, as quais tem dificuldade para retrair o prepúcio e, consequentemente, ter uma higiene adequada.

Infecção por fungos

A Candida albicans é a principal causadora da balanite por fungos. É comum seu aparecimento em casos de falta de higiene na área, como explicamos anteriormente, mas a forma mais comum de aquisição é através das relações sexuais.

Neste caso, estas infecções são mais comuns em pessoas que sofrem de diabetes.

No seguinte artigo, explicamos todos os sintomas e o tratamento de fungos na glande.

Doenças sexualmente transmissíveis (DST)

Algumas doenças sexualmente transmissíveis podem se manifestar com a balanite. Entre estas, podemos mencionar a infecção por clamídia, sífilis, gonorreia e o vírus da herpes simples; embora este último raramente se manifeste como balanite.

Reações alérgicas

Alguns homens podem ser sensíveis ao látex dos preservativos ou aos lubrificantes destes, gerando assim a balanite por irritação dos tecidos da glande.

Alguns espermicidas utilizados pela mulher também poderiam causar este tipo de reação alérgica e se manifestar com a balanite.

Outros fatores poderiam ser o uso de alguns sabões (para a lavagem da roupa íntima), sabonetes ou géis de banho que podem causar uma reação similar na glande.

Imunológicas e outras

Algumas condições imunológicas podem se manifestar em determinado momento com a balanite. É o caso do líquen plano, a psoríase e o eczema.

Não é comum aparecerem nesta região, mas podem afetar qualquer tecido do corpo. Sob certas circunstâncias, poderia existir um favorecimento da manifestação de qualquer uma destas na glande.

Balanite é transmissível? - Balanite: causas

A balanite é transmissível?

Nem todos os casos de balanite por infecção bacteriana necessariamente são contagiosos. Na maioria dos casos, os germes envolvidos são os mesmos que normalmente vivem nesta área, que aproveitariam a existência de certas condições para proliferar se de forma inadequada.

A balanite é transmissível se for causada por Candida, assim como a balanite originada por qualquer uma das doenças sexualmente transmissíveis.

De qualquer forma, se a dor não te impede de ter relações sexuais, deveria evitá-las, pois assim evitaria o contágio, ou caso tenha relações, utilize proteção (preservativo).

Os outros casos indicados como causadores da balanite não representam risco de contágio:

  • As reações alérgicas ao látex, lubrificantes, espermicidas, sabões, sabonetes ou géis de banho.
  • Manifestação de alguma condição imunológica como o líquen plano, psoríase ou eczema.

Como prevenir a balanite

Agora que já você já sabe em que casos a balanite é transmissível, vejamos quais medidas podem ser adotadas para prevenir o contágio:

  • Se não são conhecidas as causas precisas que geraram a balanite, uma indicação geral é evitar ter relações sexuais. Desta forma, evita-se a possibilidade de contágio, caso se trate de alguma das primeiras causas indicadas.
  • Uma vez determinada a causa e instaurado o tratamento apropriado, caso não se trate de causa infecciosa, as relações sexuais poderiam ser retomadas, mas com autorização prévia do médico.
  • Durante o processo de diagnóstico da causa, o médico deverá descartar a existência de alguma condição subjacente (como diabetes ou outras) que poderiam ter favorecido o aparecimento da balanite.
  • Nos casos onde a falta de higiene tenha sido o motivo da origem, o médico explicará a forma correta de realizar a limpeza da área em homens não circuncidados, já que em homens circuncidados a balanite não é gerada por este motivo.
  • Além disso, será aconselhado evitar o uso de roupas íntimas justas ou será indicado a cirurgia de fimose (remoção cirúrgica do prepúcio), caso seja necessário.
  • No caso da candidíase e DST, as medidas preventivas devem ser enfatizadas.
  • É claro, mais uma vez reafirmo que a medida preventiva definitiva é a de ter apenas uma parceira sexual saudável. Desta forma, não existirá nenhuma possibilidade de aparecimento destas doenças.

Este artigo é meramente informativo, no ONsalus.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos médicos nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Balanite é transmissível?, recomendamos que entre na nossa categoria de Sistema reprodutor masculino.

Bibliografia
  • Nordqvist, C. (01 de diciembre de 2017). What to know about balanitis, Medical News Today.
  • Davis, C. P. (21 de noviembre de 2018). Is Balanitis Contagious? de Medicine Net.

Escrever comentário sobre Balanite é transmissível?

O que lhe pareceu o artigo?

Balanite é transmissível?
1 de 2
Balanite é transmissível?

Voltar ao topo da página