menu
Partilhar

Vermelhidão na glande: causas e tratamentos

 
Por Redação ONSalus. 25 maio 2021
Vermelhidão na glande: causas e tratamentos

A atividade sexual se desenvolve desde a puberdade através da masturbação e continua na vida adulta com as relações sexuais com outras pessoas. Embora seja algo básico, é importante que os homens conheçam as diferentes doenças que podem afetar o pênis, muitas das quais levam ao aparecimento da inflamação e irritação da glande, que é a parte final do órgão, e vêm acompanhada com o aparecimento de manchas vermelhas.

Se alguma vez já se perguntou por quê está com a glande avermelhada, neste artigo do ONsalus te apresentaremos as causas mais frequentes da inflamação e vermelhidão na glande.

Vermelhidão na glande por balanite

Balanite é um termo utilizado para se referir à inflamação da glande. Um dos sintomas característicos de um processo inflamatório é a vermelhidão da glande, assim como seu:

  • Inchaço
  • Dor
  • Aumento de temperatura na região
  • Coceira

Não existe apenas uma causa da balanite, já que a inflamação é uma resposta a vários tipos de estímulos, e ela própria representa um sintoma. Alguns exemplos de condições que podem produzir a balanite são doenças da pele, como a psoríase ou pênfigo, infecções por diferentes tipos de microrganismos, traumatismos e reações alérgicas.

Vermelhidão na glande: causas e tratamentos - Vermelhidão na glande por balanite

Vermelhidão na glande por falta de higiene

Assim como em qualquer outra parte do nosso corpo, a pele do pênis está em constante renovação para manter sua superfície saudável e bem protegida, e como consequência desta renovação, as células mortas desprendem da pele e caem, contudo, é necessário manter uma boa higiene para que nenhum resquício desta pele morta permaneça na glande.

Em homens que não mantém uma higiene adequada, o acúmulo de células mortas junto com outras substâncias formam um material conhecido como esmegma, de cor branca, odor forte e localizado especificamente na glande e na pele do prepúcio, podendo produzir a irritação do pênis e, portanto, sua vermelhidão.

A presença de esmegma tem sido relacionada com o surgimento de infecções. Para evitar isto, basta manter uma boa higiene no pênis, se assegurando de retrair a pele do prepúcio para lavar a glande e sua pele adequadamente.

Vermelhidão e irritação da glande por frequência sexual

A pele é um órgão muito sensível à fricção, sendo que a perda de suas camadas mais superficiais pode deixá-la irritada ou machucada, levando ao aparecimento de áreas vermelhas, feridas e crostas. As peles do pênis e da glande não são exceções, podendo ficar expostas por causa de um excesso de fricção devido à masturbação frequente ou pelo excesso de relações sexuais, sendo que isto pode piorar se tais atos forem muito intensos.

Para evitar este problema, é necessário levar em consideração o aparecimento das feridas e deixar que elas se curem, além de diminuir a intensidade dos atos sexuais. O uso de cremes hidratantes pode favorecer a rápida cicatrização das feridas.

Vermelhidão na glande: causas e tratamentos - Vermelhidão e irritação da glande por frequência sexual

Coceira e queimação na glande por reações alérgicas

Um dos sintomas característicos das reações alérgicas é a vermelhidão na área afetada. Em geral, ocorre devido ao contato com um material ao qual a pessoa produz uma resposta anormal. Na maioria dos casos em que o pênis é o órgão afetado, o culpado é uma reação ao látex dos preservativos, embora também possa ser causado, por exemplo, por produtos de higiene, tanto do próprio homem quanto da parceira.

Deve-se evitar o uso do produto que causou a reação alérgica, optando-se por camisinhas sem látex caso seja este o material causador e, se você chegou a sofrer alguma reação, é necessário controlá-la com anti-histamínicos, corticoesteroides ou outros medicamentos, dependendo da gravidade da resposta.

Manchas vermelhas na glande devido a balanite por candidíase

Em toda nossa pele existem diversos tipos de bactérias e fungos que não nos causam nenhum dano e que podem, inclusive, nos prover certos benefícios, contudo, quando por algum motivo existe um desequilíbrio entre estes microrganismos, podem aparecer infecções como, por exemplo, a candidíase, a qual pode afetar o pênis.

A candidíase genital masculina se manifesta com o aparecimento de áreas vermelhas e placas esbranquiçadas sobre a pele, além de coceira na glande, e pode aparecer devido a desequilíbrios do sistema imunológico pela ação de antibióticos e doenças como a diabetes, embora também possa ser considerada uma doença sexualmente transmissível. Deve ser tratada com medicamentos antimicóticos que atuem contra a cândida.

Vermelhidão na glande: causas e tratamentos - Manchas vermelhas na glande devido a balanite por candidíase

Balanopostite por doenças sexualmente transmissíveis

Existem muitas doenças sexualmente transmissíveis diferentes que podem afetar o pênis, das quais a grande maioria envolve uma inflamação da glande e do prepúcio, provocando a vermelhidão. São causadas pela transmissão de vírus e bactérias durante o ato sexual e os sintomas dependerão do tipo de condição.

Algumas das mais frequentes são a herpes genital, causada por um vírus, que produz o aparecimento de pontos vermelhos, bem como dor e coceira intensa, e a gonorreia, infecção causada por bactérias, que provoca a inflamação da glande e a produção de secreções.

O tratamento de cada uma das doenças sexualmente transmissíveis dependerá da doença diagnosticada, por isso é necessário consultar um médico especialista, que neste caso é o urologista.

Este artigo é meramente informativo, no ONsalus.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos médicos nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Vermelhidão na glande: causas e tratamentos, recomendamos que entre na nossa categoria de Sistema reprodutor masculino.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?

Vermelhidão na glande: causas e tratamentos
1 de 4
Vermelhidão na glande: causas e tratamentos

Voltar ao topo da página