Partilhar

Escurecimento da aréola: causas e tratamento

 
Por Redação ONSalus. 5 fevereiro 2021
Escurecimento da aréola: causas e tratamento

A pele ao redor dos mamilos, conhecida como aréola, é muito influenciada pelos hormônios. Além disso, ela manifesta algumas mudanças se há desequilíbrios importantes no organismo, como no caso da diabetes, e também pode indicar transtornos locais graves, como a doença de Paget.

Se está interessada em se aprofundar mais nas causas do escurecimento da aréola, te convidamos a continuar lendo este artigo do ONsalus.

Por que as aréolas escurecem?

A pele próxima aos mamilos normalmente tem um tom um pouco mais escuro que o resto da pele, muito similar ao tom dos lábios. Esta área é conhecida como aréola mamária.

Por causa da influência dos hormônios que circulam no organismo e por causa de certos desequilíbrios, esta pele pode se tornar mais escura, mais arroxeada ou parda/negra. As causas do escurecimento da aréola podem ir desde estados normais a patológicos, entre os quais podemos citar:

  • A puberdade;
  • A gravidez;
  • Consumo de estrógenos na menopausa;
  • Uso de anticoncepcionais orais;
  • Diabetes;
  • Doença de Paget.

A seguir, abordaremos detalhadamente cada uma destas causas.

Escurecimento da aréola na gravidez

Uma das causas mais frequentes por provocar mudanças nas mamas é a gravidez. Estas mudanças podem incluir um ou vários dos seguintes sintomas:

  • Crescimento das mamas;
  • Crescimento de pequenas bolinhas no mamilo, que são chamados de tubérculos de Montgomery;
  • Maior sensibilidade mamária e até mesmo dor;
  • Escurecimento das aréolas.

Esta hiperpigmentação está relacionada com uma maior quantidade de hormônios circulantes. A pele da mama se transforma para facilitar e estimular a amamentação.

O que fazer?

Recomendamos prestar atenção as mudanças que seu corpo vai passando e aproveitá-las.

Você pode melhorar suas sensações e o aspecto dos mamilos na gravidez se adotar bons hábitos como:

  • Alimentação saudável;
  • Exercícios físicos leves;
  • Hidratação das mamas: você pode usar algo muito suave e benéfico, como o óleo de sésamo, ou pode optar por um creme natural de calêndula.

Aréolas escurecidas ao entrar na puberdade

Neste caso, também são os hormônios os responsáveis pelas mudanças corporais, afetando os seios com:

  • Aumento do tamanho das mamas;
  • Aparecimento de pelos em diferentes partes do corpo, inclusive nas axilas e, em alguns caso, próximo do busto;
  • Escurecimento da pele nas mamas e na zona genital.

É importante ir conhecendo o que acontece no seu corpo para entender e atravessar esta fase da forma mais amigável e tranquila possível.

Mudança de coloração das aréolas no período menstrual

Algumas mulheres sofrem alguns incômodos nas mamas antes do ciclo menstrual. Isto também pode vir acompanhado de um leve escurecimento das aréolas.

Mais uma vez, os hormônios femininos são os que causam estas mudanças durante este momento do ciclo.

Para prevenir a dor mamária e os sintomas da tensão pré-menstrual (como mudanças de humor e cólicas pré-menstruais), é importante adotar hábitos saudáveis. Se seu corpo estiver em equilíbrio, é possível passar por estes dias com naturalidade e paz.

Medicação

Os hormônios artificiais que são dados para algumas mulheres na menopausa ou os que fazem parte dos anticoncepcionais, podem trazer alguns efeitos colaterais. Entre eles, a pigmentação da pele próxima dos mamilos.

Manter o organismo por muito tempo com doses extras de estrógenos e progestágenos não é saudável. Pode ser útil, mas o desequilíbrio gerado a longo prazo tem um preço. Embora existam muito estudos que apoiem o uso de hormônios em doses baixas por bastante tempo, o corpo tem dificuldade em lidar com medicamentos crônicos como estes.

O que fazer?

Se notar que seu corpo está reagindo de forma inadequada com a suplementação hormonal que está recebendo, é conveniente conversar com o profissional que a indicou. Desta forma, vocês podem encontrar uma opção mais saudável para você.

Doença de Paget da mama

A doença de Paget é um tipo de tumor mamário inflamatório. Este tipo de crescimento anormal dos tecidos se manifesta com estes sintomas:

  • Dor;
  • Inflamação da mama;
  • Supuração pelo mamilo;
  • Coceira;
  • Queimação;
  • Descamação do mamilo;
  • Escurecimento do mamilo.

Ainda não se conhece sua casa, mas tem sido relacionado com hábitos pouco saudáveis, obesidade, ingestão de álcool e um histórico de doenças mamárias anteriores.

O que fazer?

Se você estiver com algum dos sintomas mencionados acima, é importante prestar atenção ao que está acontecendo.

Além disso, mudar aqueles hábitos pouco saudáveis que você tem e que causam o desequilíbrio é fundamental para conseguir se curar.

Uma consulta médica a tempo pode te orientar a um tratamento específico como a quimio ou radioterapia. Tudo isto será muito mais benéfico se adotar uma alimentação saudável, descansar de forma adequada e buscar equilibrar sua mente.

Diabetes

Outro desequilíbrio importante que pode causar o escurecimento das aréolas e que afeta todo o organismo é a diabetes. Causada pelo consumo excessivo de alimentos e o sedentarismo, a diabetes é uma das doenças mais comuns atualmente, resultado de hábitos pouco saudáveis.

O aumento da glicose no sangue gera problemas de todo tipo na região renal, hepática, nervosa, pancreática, entre outras. Uma das possibilidades é o escurecimento da pele em diferentes áreas, entre elas a dos mamilos.

O que fazer?

Se o motivo da hiperpigmentação da pele é a diabetes, a única forma de voltar ao normal é melhorando seus hábitos.

Se você retornar a um estado de equilíbrio, seu corpo voltará ao normal, e você não pode fazer isso apenas tomando medicamentos para manter seus níveis de glicose baixos, pois desta forma você não está chegando à causa do problema, está apenas encobrindo um sintoma de sua doença.

Para que o pâncreas volte ao seu funcionamento normal, você pode pôr em prática os seguintes conselhos:

  • Melhore sua digestão: é importante escolher alimentos de fácil digestão para que o organismo posso reestabelecer suas funções.
  • Deixe de lado alimentos processados: todo tipo de produto dietético e pobre em calorias não passa de misturas de substâncias químicas que o organismo não consegue metabolizar. Consequentemente, são acumulados e gerados mais desequilíbrios.
  • Dê preferência a produtos naturais: cereais integrais, frutas, verduras e legumes deveriam ser a base da sua alimentação.
  • Faça exercícios físicos: é um costume que você deve ter diariamente. Desta forma, seus músculos consumirão a glicose que está alta no sangue e você voltará mais facilmente ao equilíbrio.
  • Durma adequadamente: o organismo precisa de 6 a 8 horas diárias de sono e em horários adequados. Dormir mais tarde (depois das 23 horas) ou fazer isso de dia, favorece os desequilíbrios corporais, neste caso, piora sua diabetes e te impede de se recuperar.

Este artigo é meramente informativo, no ONsalus.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos médicos nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Escurecimento da aréola: causas e tratamento, recomendamos que entre na nossa categoria de Sistema reprodutor feminino.

Bibliografia
  • Oanţă A, Irimie M, Iliescu V, Oanţă S. Mélanose aréolaire et vulvaire [Melanosis of the areola and vulva]. Ann Dermatol Venereol. 2016 Dec;143(12):856-857. French. doi: 10.1016/j.annder.2016.03.012. Epub 2016 Apr 28. PMID: 27133361.
  • Sceppa JA, Smith BL, Marghoob AA, Gottlieb GJ. Melanosis of the areola and nipple. J Am Acad Dermatol. 2008 Aug;59(2 Suppl 1):S33-4. doi: 10.1016/j.jaad.2007.06.043. PMID: 18625375.
  • Tang X, Umemura S, Kumaki N, Izumi M, Saito Y, Suzuki Y, Ozawa A, Tokuda Y. A case report of pigmented mammary Paget's disease mimicking nevus of the nipple. Breast Cancer. 2014 May;21(3):370-4. doi: 10.1007/s12282-010-0249-y. Epub 2011 Jan 7. PMID: 21213079.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?

Escurecimento da aréola: causas e tratamento
Escurecimento da aréola: causas e tratamento

Voltar ao topo da página