Partilhar

Sangramento anal: causas e tratamentos

 
Por Redação ONSalus. 17 novembro 2020
Sangramento anal: causas e tratamentos

Apresentar sangramento anal, o qual costuma ser visto no papel higiênico ao limpar a região, na matéria fecal ou dentro do vaso, é uma condição que pode ocorrer devido ao excesso de esforço ao defecar, mas também pode ser por condições ou problemas de saúde mais graves, desde condições que afetam apenas a área do reto e ânus até doenças que danificam os intestinos ou o estômago. Logo, diante de uma hemorragia frequente e intensa no reto, é importante consultar um médico o quanto antes e fazer os exames adequados. O tratamento a ser seguido será estabelecido com base no fator causador do problema e o quadro de sintomas que o paciente apresentar. No ONsalus mostramos quais são todas as possíveis causas do sangramento anal, indicando com detalhes aquelas que são mais comuns.

Também lhe pode interessar: Como tratar fissura anal por intestino preso

Hemorroida com sangramento (sangue no papel higiênico)

Uma das causas mais comuns de encontrar sangue no ânus é a presença de hemorroidas. Estas são dilatações das veias na região anal que podem aparecer por diversos motivos, como constipação, ficar muito tempo em uma mesma posição inadequada, ter sobrepeso, estar grávida ou possuir certas doenças, como a cirrose hepática.

Quando aparece, se caracteriza por apresentar protuberâncias que podem levar ao surgimento de sintomas como dor e prurido anal, secreções, no caso de hemorroidas internas, e sangramento ao defecar, por causa do esforço realizado e a pressão exercida sobre as fezes. Será necessário consultar um médico no caso de sangramento abundante e dor intensa, pois é possível que sejam necessários medicamento corticosteroides, analgésicos ou laxantes para curá-las. Da mesma forma, quando o fator causador é a constipação, é importante aumentar o consumo de fibras na alimentação, tomar água em abundância, fazer exercícios físicos e utilizar amolecedores de fezes.

Somente naqueles casos em que os tratamentos médicos não dão resultado o médico avaliará a opção da cirurgia para remover as hemorroidas.

Sangramento anal: causas e tratamentos - Hemorroida com sangramento (sangue no papel higiênico)

Fissura anal

A fissura anal se refere a uma ferida ou ruptura no tecido mucoso do canal anal, o qual ocorre na maioria dos casos devido a grande pressão e dano que a evacuação de fezes grandes e duras causa quando se sofre de constipação. Além disso, também pode ser consequência de diarreias prolongadas, hemorroidas, do grande esforço que a mulher fez durante o parto ou doenças como colite ulcerosa, tuberculose intestinal, doença de Crohn, entre outras.

Entre os sintomas mais comuns das fissuras anais estão as fezes com sangue leve e de cor vermelha clara, a qual pode ser vista ao se limpar depois de defecar; assim como dor aguda, coceira e ardência no ânus e sensação de peso na região retal. Apesar de poder desaparecer de forma espontânea, se forem sentidas fortes dores, é importante consultar um médico para iniciar o tratamento adequado, o qual pode incluir pomada anestésicas, laxantes suaves, amolecedores de fezes ou injeções de toxina botulínica ou cirurgia para aqueles casos em que as primeiras alternativas não foram suficientes.

Sangramento anal: causas e tratamentos - Fissura anal

Fístula perianal

Além do que foi dito anteriormente, outra das causas que podem levar ao sangramento anal é a fístula perianal, um ducto anormal ou abscesso que ocorre na região retal e que acaba se enchendo de pus e líquido, causando bastante incômodo na pessoa afetada. Em função da sua localização, os sintomas podem ser mais, ou menos, graves, pois é possível sentir desde coceiras ou ardência, de leves até fortes, acompanhadas de dor intensa durante e após defecar. Além disso, as fezes podem vir acompanhadas de sangue vermelho brilhante, que também poderá ser visto no papel higiênico ao se limpar.

O único tratamento disponível para eliminar a fístula perianal de forma definitiva é a cirurgia, pois é a forma eficaz de poder drenar o líquido do seu interior e acabar com todos os desconfortos que causa. Por isso, é fundamental consultar um médico urgentemente para evitar que a condição se agrave. Após a cirurgia, será necessário cuidar da alimentação para não provocar condições (como a constipação) que possam afetar muito negativamente a cicatrização e cura da ferida.

Sangramento anal: causas e tratamentos - Fístula perianal

Prolapso retal

Apesar de não ser uma condição muito comum, o prolapso retal também pode ser o causador de apresentar um leve sangramento no ânus. Este acontece quando o reto cai de sua posição normal e desce saindo pela abertura anal, o que pode ser visto como um tipo de massa avermelhadas (revestimento interno do reto) saliente após defecar.

A grande maioria dos casos de prolapso retal ocorre em crianças com menos de 6 anos, pessoas de idade avançada e mulheres que tiveram que fazer uma episiotomia durante o parto, que é um corte cirúrgico no períneo com a finalidade de ampliar a abertura vaginal. Além do sangramento que pode surgir, é comum ter incontinência de fezes e gases. Para seu tratamento, o médico avaliará o nível de gravidade do prolapso e poderá optar por um reparo dos esfíncteres anais e do assoalho pélvico, ou uma remoção ou reparo interno através de uma laparoscopia.

Sangramento anal e dores abdominais por condições intestinais ou estomacais

Além das condições anorretais mencionadas anteriormente, há determinadas condições ou doenças intestinais que também podem ser as causadoras do sangramento no ânus ao defecar, assim como pela mudança na cor normal das fezes, tendo elas uma cor marrom avermelhada ou com sangue vermelho brilhante. A seguir, detalhamos quais são as mais frequentes:

  • Doença de Crohn;
  • Colite ulcerosa;
  • Diverticulose ou diverticulite;
  • Pólipos no intestino;
  • Infecções intestinais causadas por parasitas ou bactérias;
  • Câncer de cólon ou câncer de intestino delgado;
  • Isquemia intestinal (interrupção da circulação sanguínea em uma parte dos intestinos).

Todas estas condições devem ser tratadas com medicamentos o mais rápido possível para evitar que os sintomas piorem e a saúde da pessoa corra perigo.

Por último, ver sangue ao limpar o ânus após defecar ou estar com as fezes escuras e, inclusive, com uma coloração preta, podem indicar estar sofrendo de uma condição ou doença no estômago, como as que são citadas abaixo:

Sangramento anal: causas e tratamentos - Sangramento anal e dores abdominais por condições intestinais ou estomacais

Quando consultar um médico por sangramento anal?

É fundamental consultar um médico caso apresentar sangramento anal contínuo e frequente, pois é necessário identificar qual é a causa exata da hemorragia e iniciar o tratamento adequando em função da sua origem. Além disso, a hemorragia no reto deve ser tratada com urgência quando esta vem acompanhada de outros sintomas, como dores abdominais intensas, febre, mal-estar, palidez, suores frios e tonturas.

Por outro lado, também se deve levar em conta que há casos em que o sangramento anal é muito leve e pontual, como por exemplo depois de ter feito muita força para defecar; esta situação em específico não é preocupante e não há motivo para se preocupar, a não que seja algo que ocorre com frequência.

Este artigo é meramente informativo, no ONsalus.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos médicos nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Sangramento anal: causas e tratamentos, recomendamos que entre na nossa categoria de Sistema digestivo.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?

Sangramento anal: causas e tratamentos
1 de 5
Sangramento anal: causas e tratamentos

Voltar ao topo da página