Partilhar

Calafrios sem febre: causas e tratamentos

Por Nídia do Carmo, Editora e redatora ONsalus. Atualizado: 26 julho 2018
Calafrios sem febre: causas e tratamentos

Não é comum ouvir falar de calafrio sem febre, uma vez que a temperatura elevada é a causa dos calafrios na maioria das vezes. Clinicamente, eles consistem em uma contração muscular involuntária que regula a temperatura do interior do corpo e é por isso que costumam surgir com a febre, sendo que a pessoa que os sente descreve a sensação como frio e tremores.

As causas dos calafrios sem febre podem ser múltiplas e muito variadas, podendo ir desde baixos níveis de açúcar no sangue até a ingestão de alguns medicamentos. É por isso que, no ONsalus, te ajudamos a esclarecer todas as dúvidas. Você quer saber quais são as causas mais comuns dos calafrios sem febre? Continue lendo esse artigo para descobri-las e conhecer o tratamento ideal antes da consulta médica necessária.

Calafrio sem febre: o que pode ser

Temperaturas baixas

O calafrio é uma resposta comum do corpo quando lida com mudanças de temperatura. A reação serve para produzir calor corporal e subir a temperatura corporal baixa através de uma contração e relaxamento contínuos e rápidos dos músculos. É também um dos principais sintomas de hipotermia, que é tem mais probabilidade de afetar crianças e idosos.

Hipoglicemia

A hipoglicemia é o nome técnico dos níveis de açúcar no sangue diminuídos abaixo dos seus valores normais. Entre os seus sintomas, pode estar incluído o calafrio sem febre, além de problemas na visão, delírio, ansiedade, debilidade, aturdimento, irritabilidade e transpiração intensa, sendo que os sintomas variam de pessoa para pessoa. Em muitos casos, a hipoglicemia está relacionada com a diabetes mellitus descompensada ou não controlada.

Infeção urinária

É provável que, perante a presença de infecção das vias urinárias, surjam calafrios no corpo sem febre, além de dor ao urinar (disuria), urina com cheiro a amoníaco e dor pélvica. Se a infecção se agravar, ou seja, ascender das vias urinárias até aos rins, pode surgir um aumento da temperatura superior a 38,5 ºC. Esta doença é mais frequente em mulheres do que em homens e o foco infeccioso pode ter início na uretra e subir até à bexiga. Se não for tratada adequadamente por um médico, pode até se instalar nos rins. Saiba mais no artigo cistite: sintomas, tratamentos e causas.

Hipotireoidismo

O hipotireoidismo é uma condição que faz com que a glândula tireoide não produza a quantidade apropriada do hormônio tireoidiano. Por ser uma das encarregues de regular a temperatura, os problemas na tireoide fazem com que o corpo seja mais sensível a temperaturas frias. Outros sintomas associados a essa condição incluem prisão de ventre, fadiga, cansaço, depressão, alterações menstruais, palidez das mucosas, aumento de peso e artralgia (dores nas articulações).

Consumo de alguns medicamentos

A presença de calafrios sem febre é comum como efeito secundário de alguns tratamentos farmacológicos. Determinados medicamentos não podem ser combinados com outros, sendo que outros sintomas podem incluir náuseas, sonolência e hipersensibilidade.

Desnutrição

Quando não existe uma ingestão adequada de nutrientes, ou seja, quando existe uma dieta pobre ou quando o paciente sofre de má digestão com a consequente má absorção alimentar, podem se apresentar calafrios sem febre além de sintomas como fadiga, cansaço, perda de peso, depressão e esgotamento.

Anemia

A falta de ferro pode se manifestar com tremores e calafrios com ausência de febre, sendo esse um dos principais sintomas de anemia. Além disso, o défice de hemoglobina (proteína presente nos glóbulos vermelhos) pode ser também acompanhada de fadiga, tonturas, palidez nas mucosas e cefaleia (dor de cabeça).

Ansiedade

Sofrer de crises de ansiedade ou ataques de pânico pode provocar calafrios sem febre, além de dor no peito, taquicardia, náuseas, aturdimento e, finalmente, medo da morte. No seguinte artigo, explicamos os principais aspectos da ansiedade generalizada.

Calafrios sem febre: causas e tratamentos - Calafrio sem febre: o que pode ser

Calafrio sem febre - o que fazer

Perante manifestações clínicas relacionadas com o calafrio sem febre, se recomenda:

  • Descansar adequadamente e sem interrupções por, no mínimo, 8 horas seguidas.
  • Incluir alimentos nutricionalmente completos na dieta diária, sendo recomendadas 3 refeições principais ao dia e 2 lanches alternados entre cada uma delas, incluindo o consumo de frutas, verduras, vegetais e até mesmo barras energéticas.
  • Praticar esporte regularmente por, no mínimo, 30 minutos diários. Exercícios de baixa intensidade são suficientes como caminhar, trotar e praticar natação, estimulando o sistema circulatório.
  • Ingerir a quantidade adequada de água é vital para evitar calafrios, favorecendo a digestão e estimulando o funcionamento orgânico apropriadamente.
  • Tomar um banho quente alivia os episódios de calafrios, relaxa e alivia o corpo.
  • O uso de vitaminas do complexo B estimula e mantém a homeostase corporal (equilíbrio do meio interno), melhora a energia corporal e alivia os calafrios.
  • Tomar água morna relaxa o corpo, fomenta a digestão e diminui os calafrios.
Calafrios sem febre: causas e tratamentos - Calafrio sem febre - o que fazer

Calafrios sem febre - tratamento

Caso se manifestem calafrios sem febre que possam estar relacionados com alguma das causas explicadas no apartado anterior, o ideal é tratar cada uma de forma adequada e sob a indicação médica e tratamento adequados:

  • Evite a automedicação: além de diminuir os riscos adversos de medicação ou interações entre fármacos que provocam calafrios sem ter febre, entre outros sintomas, é preferível recorrer a alternativas naturais enquanto não se obtém uma avaliação médica pertinente.
  • Tratar os processos infecciosos das vias urinárias: primeiro, com a hidratação adequada de, no mínimo, 10 copos de água por dia para manter o trato urinário limpo e em bom funcionamento. Evite as bebidas com cafeína e, caso consuma, prefira roupa interior limpa de algodão.
  • Tratar a anemia e a desnutrição: consumindo alimentos ricos em vitamina B12 presente em marisco, leite de soja, carne vermelha, lácteos baixos em gordura, queijo e ovo; e ferro presente em alimentos como carne vermelha, carne de porco, feijão, espinafres, pão e macarrão. Uma dieta equilibrada à base de carboidratos e vitaminas fomentam uma alimentação adequada quando combinada com frutas e verduras.
  • Tratar o hipotireoidismo: uma visita médica adequada indicará o tratamento para tireoide. Alguns hábitos como o tabagismo e o consumo de soja também devem ser evitados para não agravar a condição.
  • Tratar a hipoglicemia: aumentando o consumo de alimentos ricos em carboidratos, sobretudo antes dos exercícios, evitando o consumo excessivo de álcool e reduzindo assim a secreção de glicose.

Remédios naturais para calafrios

Esses são alguns dos principais remédios para calafrios:

  • Uma mistura de gengibre em pó e pimenta negra, diluída em uma xícara de água fervente, é útil para reduzir o calafrio. Recomendamos um consumo mínimo de 2 xícaras por dia.
  • Como segundo remédio, você pode apostar numa colher de canela em pó em uma xícara de água fervente. Beba o mais quente possível que você possa tolerar, mas evite queimar a boca e a língua.
  • Por fim, outra bom remédio para calafrio consiste em tomar uma infusão de camomila. Dilua uma colher de sopa em uma xícara de água fervente, deixe repousar por 5 minutes, coe e beba.

Por último, no ONsalus recomendamos que você consulte um médico para fazer uma avaliação completa, sem esperar que surjam sintomas graves caso a sua saúde esteja sendo afetada por alguma doença. O médico fará um questionário, exame físico e tratamento adequados. Os remédios naturais são bons, mas não devem substituir uma consulta médica.

Este artigo é meramente informativo, no ONsalus.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos médicos nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Calafrios sem febre: causas e tratamentos, recomendamos que entre na nossa categoria de Cérebro e nervos.

Escrever comentário sobre Calafrios sem febre: causas e tratamentos

O que lhe pareceu o artigo?
2 comentários
LUIZ CARLOS DAMIÃO
Fiz cirurgia toracica. Tive infecção. Estou tomando CIPROFLOXACINO 500 MG. Não tenho febre mais sinto calafrios pelo corpo. Pode ajudar ?
A sua avaliação:
davide
sinto calafrios no corpo mas não tenho febre.

Calafrios sem febre: causas e tratamentos
1 de 3
Calafrios sem febre: causas e tratamentos

Voltar ao topo da página