Partilhar

Corrimento com sangue fora do período menstrual: causas

Por Nídia do Carmo, Editora e redatora ONsalus. Atualizado: 4 junho 2018
Corrimento com sangue fora do período menstrual: causas

O corrimento vaginal é uma substância segregada pelas glândulas do colo do útero que se expulsa para o exterior através dos genitais femininos. Esta secreção cumpre uma função muito importante da saúde da mulher: hidratar a vagina e prevenir infecções, arrastando as bactérias, germes e células mortas concentradas na zona íntima para o exterior. Quando é normal, o corrimento apresenta um tom branco, amarelado ou marrom escuro, de acordo com a fase do ciclo menstrual em que a mulher se encontra.

Muitas vezes, mudanças na alimentação, alterações hormonais, consumo de medicamentos e relações sexuais provocam mudanças no fluxo vaginal a nível de consistência e cor, sem que isso represente qualquer risco ou condição. Contudo, quando o corrimento é acompanhado de sangue e a mulher não está menstruando, é importante consultar um especialista para descobrir a causa desse sintoma. Tem muitos fatores que podem provocar esta mudança repentina entre períodos e é muito importante conhecê-los para agir a tempo e prevenir danos mais graves. Por esse motivo, o ONsalus preparou esse artigo sobre o corrimento com sangue fora do período menstrual: causas.

Corrimento com sangue fora do período menstrual: causas

As causas do corrimento com sangue fora do período menstrual incluem:

  • Toma de pílula anticoncepcional
  • Uso do DIU
  • Estresse e problemas emocionais
  • Problemas de tireoide
  • Síndrome de ovário policístico
  • Pólipos no útero
  • Fibromas no útero
  • Miomas no útero
  • Secura vaginal

Continue lendo para conhecer melhor cada um desses fatores desencadeantes do corrimento com sangue antes ou depois da menstruação.

Sangramento fora do período menstrual tomando anticoncepcional ou usando DIU

Entre os efeitos secundários da pílula anticoncepcional, se destaca o sangramento intermenstrual: se acredita que 50% das mulheres que usam o método apresentam corrimento com sangue fora do período menstrual durante os 2 primeiros meses de tratamento. Esta secreção é clinicamente conhecida como spotting e é uma reação normal do organismo enquanto se acostuma à dose hormonal.

Quando o sangramento entre períodos menstruais não desparece após os 3 primeiros meses de consumo da pílula, é importante consultar um médico para saber se é necessário ou não trocar o anticoncepcional, o tipo de hormônio ou a carga hormonal.

As mulheres que usam o dispositivo intrauterino como método anticoncepcional também notam alterações na sua menstruação e corrimento com sangue fora do período menstrual. No geral, o DIU hormonal tende a suprimir as menstruações. Contudo, enquanto isso ocorre, o útero segrega todo o tecido acumulado nos períodos anteriores, razão pela qual é comum que surja corrimento escuro com sangue fora do período menstrual . As secreções apresentam essa cor porque estão expulsando sangue velho. Uma vez que o corpo se acostuma à presença e efeito do DIU, os sangramentos são cada vez menos frequentes e a menstruação menos abundante.

Corrimento com sangue fora do período menstrual: causas - Sangramento fora do período menstrual tomando anticoncepcional ou usando DIU

Sangramento fora do período menstrual: estresse e problemas emocionais

Qualquer variação séria nas emoções da mulher pode interferir na produção de hormônios femininas, alterando o ciclo menstrual e provocando corrimento com sangue fora do período menstrual. Muitas vezes, a mulher não está consciente de que está atravessando um período de muito estresse, mas o seu corpo reflete o seu estado mental e reage, alterando qualquer processo biológico.

O estresse e o descontrolo emocional são a causa de muitas doenças, estando associados aos ciclos menstruais irregulares. O sangramento entre períodos não é incomum se você tem muita carga laboral, se teve recentemente problemas com o seu parceiro ou se apresenta alterações no sono. Retomar a paz mental é essencial para que tofo o seu ciclo e o seu corpo volte à normalidade. No seguinte artigo, indicamos alguns conselhos para controlar a ansiedade.

Sangramento fora do período menstrual: problemas com a tireoide

A tireoide é uma glândula localizada no pescoço que se encarrega de segregar os hormônios tiroxina e triodotironina, substâncias essenciais para o bom funcionamento do organismo. Qualquer desordem na produção desses hormônios pode incidir negativamente no ciclo menstrual da mulher, provocando períodos irregulares, síndrome pré-menstrual, cólica abdominal e ovários policísticos.

Quando a tireoide atua hipoativamente, se considera que a pessoa sofre de hipotireoidismo. Quando age de forma hiperativa, falamos de hipertireoidismo. Qualquer uma destas condições pode alterar os ciclos menstruais e provocar corrimento com sangue fora do período menstrual. Ambas as doenças não tem cura e requerem tratamento e supervisão médica constante.

Corrimento com sangue fora do período menstrual: causas - Sangramento fora do período menstrual: problemas com a tireoide

Sangramento intermenstrual: síndrome de ovário policístico

O síndrome de ovários policísticos é uma condição provocada pelo desequilíbrio nos hormônios sexuais femininas que provoca alterações no ciclo menstrual, cistos nos ovários, dificuldade em conceber e outros problemas de saúde. O síndrome faz com que os óvulos maduros produzidos pelos ovários não sejam libertados, permanecendo nas glândulas.

Os sintomas que esta condição provoca estão relacionados com o desequilíbrio hormonal, incluindo a ausência de menstruação, períodos menstruais irregulares, crescimento de pelo corporal no peito e no rosto, acne, escurecimento da pele das axilas, aumento do tamanho do clítoris, perda de volume capilar, diminuição do tamanho do peito e sangramento intermenstrual. O consumo da pílula anticoncepcional pode ajudar a controlar esta doença.

Saiba mais sobre o tema no artigo Ovário policístico: tratamento, causas e sintomas.

Corrimento com sangue fora do período menstrual: problemas no útero

Pólipos uterinos

O endométrio é o tecido que cobre o útero. O crescimento excessivo desta capa pode provocar a formação de pólipos, massas com formato de dedo que aderem ao útero, podendo ser tão pequenos quanto uma semente de sésamo ou do tamanho de uma bola de golf. O útero pode apresentar um ou vários pólipos em simultâneo.

As causas dos pólipos no endométrio são desconhecidas, mas a doença é associada ao excesso de peso, tratamentos para câncer de mama, terapia hormonal e antecedentes familiares. Quando uma mulher sofre dessa condição, apresenta corrimento com sangue fora do período menstrual, menstruações irregulares, hemorragias vaginais e dificuldade para engravidar. O mais recomendado é extrair os pólipos uterinos para diminuir a possibilidade de contrair câncer.

Fibromas no útero

Os fibromas são tumores benignos muito comuns nas mulheres em idade fértil. No geral, são compostos por células musculares e outros tecidos que se formam na parede do útero. A causa do aparecimento dessas massas é desconhecida, mas a condição também é associada ao excesso de peso e a pessoas de raça afro-americana.

os fibromas no útero não costumam apresentar sintomas específicos. As mulheres com essa condição sentem dor durante a relação sexual, apresentam sangramento fora do período menstrual, tem períodos irregulares, pressão na pélvis e dor no fundo das costas. Os fibromas devem ser extraídos quando aumentam de tamanho com o passar do tempo e interferem na fertilidade feminina. Caso contrário, a sua extirpação pode não ser necessária.

Miomas uterinos

São outro tipo de tumor benigno cresce no útero da mulher e que é associado a desequilíbrios hormonais e antecedentes familiares. Se acredita que metade das mulheres de 50 anos tem miomas no útero. É mais comum que exista apenas um mioma no útero, mas não de descarta a possibilidade de que possam existir mais. O tamanho dessas massas pode ser microscópico ou grande o suficiente para identificar a olho nu.

Entre os sintomas mais comuns da doença, se destacam o sangramento entre períodos, menstruação abundante e com presença de coágulos, períodos prolongados, necessidade de urinar com frequência, dor abdominal e dores durante a relação sexual. O tratamento depende da idade da mulher e pode incluir consumo de pílula anticoncepcional, colocação do dispositivo intrauterino, analgésicos e terapia hormonal a curto prazo.

Corrimento com sangue fora do período menstrual: causas - Corrimento com sangue fora do período menstrual: problemas no útero

Corrimento com sangue: Secura vaginal

A secura vaginal ocorre graças a um desequilíbrio na produção de hormônios sexuais femininos, razão pela qual é um dos sintomas mais comuns durante a menopausa.

Quando a vagina carece de lubrificação natural, as suas paredes secam e se tornam ásperas, o que pode provocar infecções vaginais, dor durante a relação sexual, dor após a relação sexual, sangramento depois do sexo, sangramento entre períodos, ardência vaginal e secreções aquosas.

Muitas mulheres notam que estão entrando no climatério graças à secura vaginal que apresentam e ao corrimento com sangue fora do período menstrual. Se você acredita que está chegando à menopausa, é essencial consultar o sue médico para encontrar um tratamento ideal para reduzir os sintomas desse processo natural do seu corpo. para combater a secura vaginal, recomendamos o uso de lubrificantes sem aroma e sem sabor.

Este artigo é meramente informativo, no ONsalus.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos médicos nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Corrimento com sangue fora do período menstrual: causas, recomendamos que entre na nossa categoria de Sistema reprodutor feminino.

Escrever comentário sobre Corrimento com sangue fora do período menstrual: causas

O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
A sua avaliação:
Angela Moreira
Agradeço as orientações

Corrimento com sangue fora do período menstrual: causas
1 de 4
Corrimento com sangue fora do período menstrual: causas

Voltar ao topo da página