Partilhar

Sensação de calor nas pernas: causas e tratamento

 
Por Dra. Ivonne Nieves Blanco, Médica Cirurgiã. 11 maio 2020
Sensação de calor nas pernas: causas e tratamento

Conforme ficamos mais velhos, podem aparecer alguns sinais ou sintomas nas pernas que indicam a presença de doenças e, até mesmo, alterações no organismo. A sensação de calor nas pernas pode indicar a presença de uma condição nos vasos sanguíneos que irrigam as pernas e os pés. Isto surge por diferentes causas, entre as quais destaca-se o estreitamento das artérias, o que diminui o fluxo sanguíneo, gerando lesões nos diferentes tecidos que as cercam.

Neste artigo do ONsalus você aprenderá muito mais sobre a sensação de calor nas pernas: causas e tratamento.

Também lhe pode interessar: Sensação de peso nas pernas: o que fazer

Sensação de calor nas pernas: causas

A sensação de calor nas pernas é o início de uma arteriopatia periférica. Esta alteração surge porque as pernas não recebem fluxo de sangue suficiente para cobrir suas exigências, por isso causará o aparecimento de sintomas que indicarão o surgimento da doença e limitará as atividades físicas. Isto ocorre devido ao estreitamento dos vasos sanguíneos.

Esta doença pode gerar, se não for tratada a tempo, acúmulo de gordura nas artérias, o que é conhecido como arteriosclerose, trazendo como consequência a diminuição do fluxo sanguíneo a órgãos vitais, como o coração e o cérebro, além dos membros inferiores.

Entre as causas que ocasionam a arteriopatia periférica, estão:

  • A causa mais frequente é a arteriosclerose, a qual ocorre devido à presença de uma placa ateromatosa na parede das artérias, o que contribui com a diminuição da luz do vaso, reduzindo assim o fluxo sanguíneo. Consequentemente, diminuirá a irrigação sanguínea nos membros inferiores.
  • Trombose venosa profunda: é outra alteração que pode causar o aparecimento da sensação de calor nas pernas. Ocorre devido à formação de um coágulo de sangue conhecido como trombo. Isto pode ocorrer em uma ou mais veias profundas, tende a ser visto especialmente nas pernas e pode aparecer depois de uma cirurgia devido a falta de atividade ou depois de um acidente, quando se fica muito tempo de cama. Em alguns casos, pode ser grave, pois existe o risco de causar uma embolia pulmonar.
  • Síndrome de pernas inquietas: também chamada de doença de Willis­-Ekbom, é um transtorno neurológico que se caracteriza pela necessidade urgente e incontrolável de mover as pernas quando se está descansando, além de incômodos nas pernas e sensação de estarem pesadas. Isto pode surgir quando o paciente fica por muito tempo sentado ou deitado.
  • Inflamação dos vasos sanguíneos: esta é conhecida como vasculite, a qual pode se originar por uma infecção, ingestão de um medicamento ou uma doença. Esta inflamação pode afetar artérias, veias e capilares, causando o estreitamento do vaso, o que gera a diminuição do fluxo sanguíneo no organismo, em especial, nos membros inferiores.
  • Lesão das extremidades: ocasionada por um traumatismo, pode causar a lesão de um vaso, neste caso o arterial, o que gera a alteração na irrigação dos membros inferiores.
  • Defeitos anatômicos nos ligamentos ou músculos: a presença de defeitos anatômicos pode causar deformação nos vasos sanguíneos. Isto faz com que se diminua o fluxo de sangue nos membros inferiores e, inclusive, outros lugares do corpo, causando a sensação de calor nas pernas.

Fatores de risco da arteriopatia periférica

Existem fatores que aumentam o risco de ter a sensação de calor nas pernas, além de outras alterações resultado de uma doença arteriopatia periférica, como:

  • Diabetes.
  • Colesterol alto.
  • Pressão alta.
  • Obesidade.
  • Pessoas com mais de 50 anos.
  • Tabagismo.
  • Antecedentes familiares com doença cardiovascular, acidentes vasculares cerebrais ou doença arterial periférica.
  • Níveis elevados de homocisteína, um componente da proteína que contribui para criar e manter o tecido.

Sensação de calor nas pernas: sintomas associados

Na maioria dos casos em que esta patologia se apresenta, não são vistos sintomas ou eles são leves, contudo, podem aparecer alguns dos seguintes:

  • Queimação nas pernas (em ambas).
  • Cãibras dolorosas nos músculos ou panturrilhas depois de caminhar, assim como após realizar qualquer atividade física, em especial, durante a noite.
  • Fraqueza ou dormência em ambos os membros inferiores.
  • Mudança de coloração nas pernas.
  • Sensação de frio na perna ou no pé.
  • Perda dos pelos ou crescimento lento dos mesmos nas pernas.
  • Pulso fraco ou perda do mesmo nas pernas e pés.
  • É possível notar a pele brilhosa em ambas as pernas.
  • Presença de feridas na pele das pernas, a qual é difícil de cicatrizar.
  • Disfunção erétil nos homens.

Conforme esta doença avança, pode apresentar dor em ambas as pernas em repouso.

Tratamento para a sensação de calor nas pernas

Para tratar a doença arterial periférica, que causa a queimação nas pernas, você deve ir ao médico. Será ele quem te indicará o tratamento para:

  • Controlar os sintomas, como a dor e a sensação de calor e formigamento nas pernas.
  • Diminuir o risco de sofrer um infarto ou acidente vascular cerebral produto da arteriosclerose.
  • O médico indicará um tratamento conforme seu histórico médico ou doenças que possuir.
  • Se tem colesterol alto, o médico deverá indicar as estatinas, já que ajudam a controlar os níveis de colesterol e evitar complicações.
  • Se sofre de hipertensão arterial, prescreverá os medicamentos anti-hipertensivos para controlar a pressão arterial.
  • Aos pacientes que sofrem de diabetes, o médico especialista indicará medicamentos para controlar o açúcar no sangue, além de recomendar uma dieta baixa em carboidratos.
  • Esta doença causa a diminuição do fluxo de sangue, por isso que o médico recomendará remédios para prevenir os coágulos de sangue. Desta forma, o sangue ficará mais fluido e passará muito mais fácil pelas artérias. Medicamentos como a Aspirina ou o Plavix são a primeira opção.

Em pacientes muito mais graves, o médico recomendará uma cirurgia, como:

  • Angioplastia: este procedimento consiste em tratar o vaso afetado. Reabre-se a artéria permitindo um fluxo melhor de sangue. Também se pode instalar uma malha chamada Stent, a fim de manter a artéria aberta.
  • Bypass: nesta cirurgia, através de um enxerto, é feito um vaso sanguíneo artificial, a fim de que o sangue possa fluir melhor.
  • Terapia trombolítica: quando existe a presença de um coágulo que obstrui a artéria, o especialista se encarregará de indicar o tratamento para dissolver o coágulo, permitindo assim que o fluxo sanguíneo seja restaurado.

Se deseja melhorar esta alteração deve praticar diariamente uma rotina de exercícios, parar de fumar ou, até mesmo, ir de forma regular ao seu médico, caso a sensação de calor nas pernas ou qualquer um dos sintomas que acompanham esta doença aumentem.

Este artigo é meramente informativo, no ONsalus.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos médicos nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Sensação de calor nas pernas: causas e tratamento, recomendamos que entre na nossa categoria de Ossos, articulações e músculos.

Escrever comentário sobre Sensação de calor nas pernas: causas e tratamento

O que lhe pareceu o artigo?

Sensação de calor nas pernas: causas e tratamento
Sensação de calor nas pernas: causas e tratamento

Voltar ao topo da página